2ª Via IPTU 2ª Via ISS

Notícias

Semana estadual de mobilização contra o Aedes Aegypti será de 26 a 30 de novembro

Imprensa |

Com o clima quente e úmido do verão paulista aumenta o risco de proliferação do inseto transmissor das arboviroses como dengue, Chikungunya e zika.

Ao longo dos anos, o Aedes aegypti se adaptou extremamente bem às condições urbanas e aperfeiçoou sua forma de reprodução.

É um mosquito doméstico, vive dentro de casa e perto do homem.

Com hábitos diurnos, o mosquito se alimenta de sangue humano, sobretudo ao amanhecer e ao entardecer. A reprodução acontece em água limpa e parada, a partir da postura de ovos pelas fêmeas em  diversos criadouros.

Quem não cuida de sua moradia coloca em risco sua família e quem vive nas proximidades. E quando se trata do mosquito Aedes, o perigo pode estar dentro de casa ou morar ao lado dela.

O controle do mosquito depende do engajamento da população e do setor público, seja municipal ou estadual, nas ações de vigilância e controle dos vetores.

Por isso, União, Estado, municípios e a sociedade devem trabalhar juntos para a eliminação dos focos do mosquito Aedes aegypti.

É preciso que a população esteja atenta aos recipientes com água que podem se tornar  criadouros do mosquito dentro de sua casa.

A orientação da campanha é para que toda família determine o sábado como dia de combate aos focos do Aedes. Em menos de 15 minutos é possível fazer uma varredura em casa e acabar com os recipientes com água parada, ambiente favorável para procriação do Aedes aegypti.

Assim, na Semana de 26 a 30 de novembro de 2018, os órgãos públicos ligados às Secretarias da Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Meio Ambiente estarão promovendo uma grande Mobilização nos Imóveis próprios para eliminar os recipientes com água e disseminar informações sobre as formas de combater o Aedes.

Esta ação concentrada e simultânea com certeza vai impactar na infestação do mosquito e promoverá bem-estar para todos.

aedes1